Cidade de Igarapé

Em 1931 foi criado o distrito pela lei n.º 50 Ainda em 1931, o decreto n.º 10.002, de 30 de julho transferiu a sede do distrito de São Joaquim de Bicas para o povoado do Barreiro, com o nome de Igarapé. Pertencia ao município de Pará de Minas. O decreto lei n.º 148 de 30 de dezembro de 1938, transferiu o distrito de Igarapé do município de Pará de Minas para o de Mateus Leme. A luta travada por Miguel Henriques da Silva e outros em 1958,em prol da emancipação política do município, viu nascer seus frutos quando a 30 de dezembro de 1962, a Assembléia Legislativa do estado de Minas Gerais aprovou a Lei n.º 2764, criando o município de Igarapé. Igarapé ficou pertencendo ao município de Mateus Leme até 1963, época em que foi instalado o município de Igarapé.. O município de Igarapé foi oficialmente instalado no dia primeiro de março de 1963, em sessão solene, realizada sob a presidência do Senhor Murilo de Oliveira.

Carta de pedido de emancipação de igarapé

Emancipação de Igarapé, 1° de Março de 1963
DD.SR. Intendente
Bondoso Vigário Frei Bruno
Sr. Prefeito de Mateus Leme
Autoridades e pessoas presentes

1° de Março de 1963. É o mais belo dia que assinala no calendário igarapeense.

Em uma sexta-feira de sol, o mais lindo, o mais luminoso, o mais festivo sol que para nós já brilhou no céu brasileiro. E porque Deus o fez assim tão belo?

Foi com certeza para servir de cenário e a este grande acontecimento que hora se realiza.

Ao toque da alvorada, como sacudidos pelas notas de um clarim matinal para anunciar que, de agora em diante unidos teremos que trabalhar, lutar e ate mesmo nos sacrificarmos para que possamos realizar tudo pelo engrandecimento desta terra que tanto queremos e amamos que é Igarapé. Surge nesta data um vastíssimo horizonte no qual nos deparamos com tudo que de belo existe, e esperamos que, graças à boa vontade de nosso boníssimo governador Dr. José de Magalhães Pinto, veremos em breve nossa cidade muito bem construída, dotada de todas instituições necessárias, porquanto, seu governo tem sido um governo de progresso, de estímulo e de consciência.

Que Deus o conserve sempre dinâmico e justiceiro, é nosso desejo.

Dr. Murilo, vossas palavras na noite do dia 21, ficaram bem gravadas nos corações deste vosso povo, e temos fé que cumpriremos tudo quanto nos aconselhastes. Bem sabemos que a base muito influi na construção de um prédio, para sua fortaleza e porque não explicar logo que este importante monumento que por decreto de 31 de dezembro de 1962, assinado por nosso DD. Governador, cuja pedra fundamental está sendo lançada durante esta cerimônia e que a cidade de Igarapé, cuja chefia está confiada ao dedicado Dr. Murilo; temos certeza que não ficará térreo, mas será brevemente um lindo arranha-céu de tantos andares quanto for possível para ascensão de todos os corações generosos das pessoas amigas que aqui se acham a fim de nos ajudar a festejar esta inesquecível efeméride da Emancipação de Igarapé. Ao Dr. Magalhães Pinto o nosso muito obrigado e que esta gratidão se estenda também a um filho desta terra que não poupando esforços, não medindo sacrifícios muito fez por seu engrandecimento, ele e o Sr. Miguel Henriques da Silva.

De fato senhores, para nós habitantes desta adorável é um sonho, sonho que sempre alimentamos, mas esperávamos da Providência Divina sua realização, pois sabíamos que tínhamos ao nosso lado um forte baluarte na pessoa do então Intendente Dr. Murilo, que sem perda de tempo trabalhou desejando sempre a elevação desta vila à cidade.

Ao Sr. Francisco Hulmam e Senhora igualmente tem cooperado pelo engrandecimento deste lugar, a nossa gratidão.

Desejamos, portanto sermos amigos leais e unidos de todos os habitantes, não só desta sede, mas também dos distritos e povoados, esperando que desta hora em diante sejam nossos amigos, nossos arrimos, nossa defesa.

Tenho dito.